COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

A Associação Nordesta de Reflorestamento e Educação juntamente com a Secretaria de Gestão Ambiental iniciarão nesta quarta-feira (16) o “Projeto Recitrônico – recolhendo e reciclando os resíduos eletrônicos do município”.

O projeto que será desenvolvido em todas as escolas da cidade, tem como objetivo recolher e destinar de maneira adequada os resíduos eletrônicos do município.

Continua depois da publicidade.

Nesta terça-feira (15), os professores e representantes das escolas de Formiga participaram de uma reunião com o secretário de Meio Ambiente, Jorge Zaidan e com a presidente da Nordesta, Neusa Falco Galvão. O encontro ocorreu na sede da Secretaria de Educação.

De acordo com Neusa Falco Galvão, a ideia do projeto surgiu devido ao grande número de resíduo eletrônico descartado no meio ambiente. “Estamos desenvolvendo um projeto de recuperação das nascentes dos rios do município e encontramos próximos as nascentes e margens dos rios um grande número de resíduo eletrônico. Como esse tipo de resíduo contamina o solo e a água , resolvemos realizar o projeto de recolhimento do resíduo eletrônico, e em seguida, dar continuidade na recuperação das nascentes”, informou Neusa.

Além da Secretaria de Gestão Ambiental e das escolas,são parceiros do projeto o Ministério Público de Formiga, o Instituto Estadual de Reflorestamento (IEF) e o Tiro de Guerra.

De acordo com o secretário de Gestão Ambiental, Jorge Zaidan, o projeto será desenvolvido em parceria com as escolas e os alunos serão os multiplicadores da proposta. “As escolas serão nossas grandes parceiras para realização e disseminação do projeto, pois elas são a principal ligação que teremos com a população. Com os alunos, iremos trabalhar de forma educativa, para que eles adquiram o hábito de descartar o lixo nos lugares apropriados, criando assim uma educação ambiental. Os estudantes levarão essa ideia para a família, os amigos e, dessa forma, pretendemos atingir toda a população formiguense”, informou Zaidan.

Os pontos de coleta serão instalados no Unifor, IFMG, Colégio Santa Teresinha, Colégio Losango, Rotary, Colégio de Aplicação, Tiro de Guerra e nas escolas municipais e estaduais.

São considerados resíduos eletrônicos: monitores, computadores, telefones celulares, televisores, câmeras fotográficas, impressoras, fax, placas de circuito, pilhas e baterias de veículos.

O projeto será encerrado no dia 14 de agosto com um evento na praça São Vicente Férrer, onde haverá sorteio de notebooks, câmeras fotografias e uma viagem para 45 pessoas para o Museu Inhotim. O sorteio será voltado para os alunos das escolas participantes.

Os resíduos eletrônicos recolhidos ficarão sobre a responsabilidade da Associação Nordesta, que realizará o descarte em local apropriado.

Fonte: Últimas Notícias.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp