COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade .

Uma estagiária da Prefeitura de Lagoa da Prata, que prestava serviços na Secretaria de Esportes, foi demitida após criticar a Administração Municipal na internet. Ela postou um comentário no Facebook reclamando do desconto de R$ 50 em seu salário que seria referente ao vale transporte. “Isso aqui o (sic) salário de um estagiário aqui nessa vergonha de administração… nessa vergonha de cidade. Além de ser pouco o salário de 582,00 e tiram 50,00 reais de uma m… de vale transporte. (…) O salário mínimo aumentou e o nosso ao invés de aumentar estão (sic) diminuindo”, reclamou a estagiária. O assunto foi discutido na Câmara Municipal. De acordo com o vereador Di-Gianne Nunes/PPS, a moça recebeu a carta de demissão horas depois de postar o comentário na internet.

Por mais que a estagiária tenha feito o uso errado das palavras, é injustificável a demissão da mesma duas horas depois da publicação nas redes sociais sobre a sua insatisfação com o salário (vereador Di-Gianne Nunes)

O parlamentar apresentou o requerimento 07/2014, que solicita ao secretário de Administração José Octaviano Ribeiro que informe à casa se existe a possibilidade de que a estudante seja readmitida em suas funções. “Por mais que a estagiária tenha feito o uso errado das palavras, é injustificável a demissão da mesma duas horas depois da publicação nas redes sociais sobre a sua insatisfação com o salário, tendo sido chamada ao departamento pessoal somente para receber a notícia de que seu contrato a partir daquela data estaria rescindido. Ela poderia apenas ter sido advertida, pois não foi a única que se manifestou. Ela foi errada, mas ela foi julgada sem direito a defesa”, argumentou Di-Gianne.

Continua depois da publicidade .

O vereador ainda salientou o profissionalismo da estagiária. “Ela era um funcionária muito competente. No ano passado, juntamente com outra estagiária, desenvolveram o projeto Medida Certa na Praça de Esportes e na Praça de Eventos. E foi um projeto que deu tão certo, que no final compareceram o prefeito e o vice para sobressair nas fotos”, declara o vereador.

A Assessoria de Comunicação da Prefeitura publicou no Facebook uma nota informando que “os estagiários recebem uma bolsa que está incluída vale transporte, para locomoção até o trabalho. Havendo faltas, ou em caso de descanso (recesso ao qual o estagiário tem direito por 30 dias a cada ano) ele não tem o beneficio do vale transporte, já que não trabalhou. No próximo mês a bolsa é paga integralmente”.

O Jornal da Cidade encaminhou um e-mail à assessoria da prefeitura solicitando mais informações sobre o caso, mas até a publicação desta matéria a Ascom não havia se manifestado.

Também foi aprovado na sessão da Câmara um requerimento de autoria dos vereadores Iraci Antônio dos Santos e Di-Gianne Nunes que solicita ao secretário de administração se há possibilidade de reajustar o valor da bolsa concedida aos estagiários da prefeitura, que não foi corrigido nos últimos três anos.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp