COMPARTILHAR
Autora: Luciene Morais Batista – CRP 04-37799 Psicóloga Clínica – Especialista em Terapia Comportamental e Cognitiva pela PUC Minas Consultório: Rua Professor Jacinto Ribeiro nº 32, Centro, Lagoa da Prata – MG Fones (37) 9142 4349 e Credenciada para Atendimentos Online pelo site www.psicoharmonia.com.br
Continua depois da publicidade .

Alguém que está acima do peso precisa emagrecer para então se sentir feliz? Ou será o contrário, que essa pessoa precisa primeiro estar se sentindo feliz para então conseguir emagrecer? Faço este questionamento porque já ouvi pessoas defendendo os dois lados. Enquanto alguns acreditam que a felicidade acontecerá após a perda de alguns quilos, outros dizem que para emagrecer, primeiro a pessoa precisa estar se sentindo feliz, de bem consigo mesma.

Isso me levou a perceber que, a percepção de muitas pessoas é a de que emagrecimento e felicidade estão relacionadas. Enquanto alguns acreditam que o emagrecimento vem antes da felicidade, outros acreditam que a felicidade é que precisa vir primeiro. Questiono, no entanto, se felicidade e emagrecimento se relacionam mesmo de alguma ou se na realidade trata-se de uma ideia construída ao longo dos anos, por meio de propagandas e etc.

Continua depois da publicidade .

Emagrecimento e felicidade não estão diretamente relacionados, apesar de que, em alguns momentos isso possa sim acontecer. Alguém que consegue emagrecer alguns quilos não deixará de ter outros problemas em sua vida, nos diferentes âmbitos. Por outro lado, se alguém for esperar se sentir plenamente feliz em sua vida para então iniciar um processo de reeducação alimentar e física, provavelmente isso não acontecerá.

Talvez esta reflexão tenha um lado ruim. Afinal desconstruir a ideia ilusória de que emagrecimento não se relaciona com felicidade pode despertar para o fato de que existem outras áreas na vida (além do próprio corpo) as quais também precisam ser cuidadas. No entanto, o lado bom de tudo isso, é que essa desconstrução torna possível a compreensão de que é possível processar o próprio emagrecimento, ainda que não esteja se sentindo plenamente feliz, que esteja com outros problemas em outras áreas da vida. É importante entender que os sentimentos oscilam, independente de se estar ou não acima do peso e o processo de emagrecimento perpassa não apenas pela balança, mas pelo conseguir lidar com tais oscilações.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp