COMPARTILHAR
Diretor do SAAE - Astácio Corrêa Neto
Continua depois da publicidade.

A população de Lagoa da Prata encontra, desde o final de 2013, dificuldades em pagar a conta de água do Serviço Autônomo de Água e Esgoto. Se antes era possível quitar a fatura diretamente no caixa dos bancos e em comércios em diversos bairros, hoje o serviço é prestado somente por três agências por meio do auto-atendimento ou débito automático. (leia análise na seção Carta ao Leitor).

O estudante de Agronomia Nicholas Macedo, afirma que encontra muita dificuldade para pagar sua conta de água. “Fico cerca de 20 minutos na fila, o que significa muito para quem às vezes tem só uma hora de almoço. A direção do SAAE deveria colocar mais postos de atendimento para que nós, cidadãos, não sejamos mais prejudicados. O que pedimos é somente atenção para os consumidores”.

Continua depois da publicidade.

O engenheiro e diretor do SAAE, Astácio Correa Neto, concedeu uma entrevista ao Jornal Cidade e falou sobre o assunto:

 

Jornal Cidade: Como estão as negociações com os bancos para que eles ofereçam o recebimento da conta de água em todos os canais disponibilizados aos usuários?

 

Astácio C. Neto: Temporariamente os bancos Caixa Econômica Federal, Itaú e Crediprata estão realizando o recebimento no autoatendimento e débito automático. E logo estarão em completa operação. A Caixa tem as lotéricas e os pontos credenciados. O SAAE está fechando contrato com o Banco do Brasil, que receberá no débito automático e no posto de atendimento (na Praça da Matriz). Também farão parte os pontos dos Correios.

 

JC: Quando aconteceu a última licitação para a contratação do serviço entre o SAAE e os bancos?

 

Neto: A licitação é anual, e a chamamos de credenciamento, pois todos os agentes financeiros interessados podem se credenciar. Sendo assim, a última credenciação aconteceu em outubro do ano passado.

 

JC: Existe um contrato de prestação de serviços formalizado?

Neto: Sim. Existe o contrato feito entre as Instituições financeiras e o SAAE.

 

JC: Qual a nova proposta dos bancos?

Neto: Durante oito anos a taxa estabelecida foi de R$ 0,40 centavos por conta recebida. Em outubro do ano passado, diante do credenciamento dos bancos, fixamos o valor em R$0,70, ou seja, oferecemos um reajuste de praticamente 90%.

 

JC: O que o SAAE pode fazer se houver quebra de contrato por parte dos bancos?

Neto: Na realidade, qualquer contrato é feito judicialmente, sendo assim, se houver a quebra de ambas as partes, pagaremos multas previstas no mesmo.

 

JC: O SAAE já estudou a possibilidade de abrir um ponto próprio para o recebimento da conta?

Neto: Sim, já estudamos esta possibilidade. Porém, o SAAE não é agente financeiro, não trabalhamos com dinheiro, nenhum funcionário do SAAE coloca a mão e não tem acesso a isso. Toda a movimentação financeira é feita em cheque, via bancos. O SAAE não faz pagamentos diretos às pessoas e nem tem contato com o dinheiro.

 

JC: Por que o SAAE de Lagoa da Prata não cobra o consumo real do contribuinte, assim como faz a Copasa?

Neto: Isto é muito relativo, pois cada empresa trabalha com um custo. E todo sistema tem despesas fixas. E a tarifa mínima é uma forma de ter sustentabilidade no trabalho. Não é que não seja possível, mas há de se fazer um estudo para que o consumidor pague pelo consumo real da tarifa. Tem que estabelecer um valor progressivo a partir de “x” metros cúbicos, e como a maioria gasta além do mínimo, teremos assim uma tarifa progressiva alta, sendo assim quem paga uma conta alta, pagará ainda mais alta. Precisa-se estudar mais, pois às vezes passar a cobrar o consumo real tornará o serviço possivelmente inviável.

 

JC: Com a falta de chuva e o desperdício de água por parte de muitas pessoas, existe a possibilidade de termos falta no abastecimento de água na cidade? Os poços artesianos podem atender a cidade durante quantos anos?

Neto: Nós temos a vantagem de ter um lençol freático bastante promissor, mas a necessidade de economizar é grande. Fizemos um estudo no lençol subterrâneo de Lagoa da Prata e por mais que ele não tenha contato direto com a chuva de hoje, é a mesma que irá recarregá-lo para que futuramente tenhamos mais água.  É preocupante, pois quase não está chovendo, sendo assim o lençol pode estar sendo comprometido futuramente, então cabe ao cidadão economizar para não faltar.

 

JC: Qual o valor que o SAAE pretende cobrar da tarifa de tratamento de esgoto, quando a ETE for concluída e o serviço começar a ser prestado?

Neto: O valor ainda não foi estudado e mesmo assim para chegarmos a um acordo precisaremos da participação popular.  Claro que terá um custo, mas ainda será estudado.

 

JC: Qual a previsão para a conclusão e inauguração da ETE?

Neto: Até maio a Estação de Tratamento de Esgoto estará pronta, porém a data limite é 20 de maio.

 

 

 

Consumidor - Nicholas Macedo
Consumidor – Nicholas Macedo

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp