COMPARTILHAR
Agentes também fazem combate com bombas costais em Bom Despacho (Foto: Prefeitura/Divulgação)
Continua depois da publicidade.
Do total, 8 casos foram descobertos apenas em janeiro, diz Prefeitura. Em Lagoa da Prata ainda não tem nenhum caso registrado

A Secretaria de Saúde de Bom Despacho tem dez notificações de zika vírus, mas ainda não há nenhuma confirmação de pacientes com a doença. Deste total, oito foram descobertos somente no mês de janeiro de 2016, segundo a Prefeitura. Após as suspeitas, equipes do Executivo deram início a uma varredura nas áreas onde moram estas pessoas.

De acordo com a assessoria da Prefeitura, todas os pacientes tiveram o material colhido para exames na Fundação Ezequiel Dias, em Belo Horizonte. Ainda conforme a assessoria, não há previsão para o resultado.

Continua depois da publicidade.

Varredura
Depois destas notificações, equipes da Prefeitura se dividiram em vários bairros para varreduras nas casas das pessoas com suspeita da doença. As vistorias são feitas em um raio de 300 metros quadrados. Entre as ações de combate estão a limpeza de propriedades e capina de lotes.

Em Lagoa da Prata

De acordo com a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Janeany Almeida, Lagoa da Prata não possui nenhum caso notificado de zika vírus. “A situação está sob controle, mas isso não significa que estamos livres de uma epidemia. O Estado não irá liberar o fumacê para o município devido não estarmos vivendo um surto de dengue. O que se vê são muitos pernilongos, mas se todos estivessem contaminados teríamos no mínimo uns 3 mil casos em Lagoa da Prata. Agora, a nossa preocupação maior está voltada para o mês de março, pois no carnaval virá muita gente de fora e isso é preocupante. Peço para a população continuar fazendo a sua parte para que não tenhamos uma epidemia de dengue no município“, afirmou.

*Com informações do G1

 

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp