COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

Tive a oportunidade de intermediar uma situação interessante, na qual a experiência de desapego trouxe também liberdade para todas as partes da história. Um casal de amigos meus, logo que se casaram adquiriram um cão de estimação. Após alguns anos, ela engravidou e tiveram uma filha. A partir de então, a possibilidade de convivência entre o cão e a garotinha tornou-se complicada, pois apesar de brincalhão o animal era às vezes agressivo. Visando a segurança, os pais decidiram por bem que a filha não se aproximasse do cão e vice-versa.

Sendo assim, o cão que antes tinha todo o espaço da casa para brincar, estava agora com seu espaço limitado a apenas uma parte do quintal. Se antes o tempo livre de seus donos eram dedicados em grande parte para ele, agora este tempo era limitado, pois precisavam dedicar cuidado também para a filha. É provável ainda que tais mudanças e limitações favoreciam para aumentar o estresse e agressividade do cão, o que piorava ainda mais a situação. Com um quintal relativamente pequeno, o fato de reservarem um espaço para o cão trazia prejuízos também para a filha, pois limitava o espaço disponível para ela brincar. Enfim, a decisão de manter o cão em casa após o nascimento da criança tinha uma intenção positiva, mas estava trazendo desconforto para todos: o cão, a filha e o casal.

Continua depois da publicidade.

Visitando a casa deles pude presenciar o desconforto que viviam diante da situação relatada acima. Na ocasião, minha amiga falou sobre seu desejo de doar o cão para alguém que cuidasse bem dele. Em seu olhar, era perceptível o sofrimento que tal decisão trazia consigo, todavia, em sua fala, ela demonstrava compreender que o apego ao cão estava trazendo sofrimento para todos, inclusive para o próprio cão. Neste momento lembrei-me de outra amiga que havia me falado sobre seu desejo de conseguir um cão de estimação e intermediei o contato entre as duas para que combinassem o processo de doação do animal. Doação concluída e resultados positivos para todo mundo! Garotinha e cãozinho felizes com o espaço ampliado para brincarem e casal com sensação de alívio! Claro, para o casal, restou a saudade do cãozinho de estimação que os acompanhou por tanto tempo. No entanto, a certeza de que todos estão melhor agora do que antes confirma o fato de que a decisão tomada foi acertada!

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp