COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

O recém inaugurado espaço pertencente ao complexo cultural CETUC, denominado “Cult Bar”, traz em si mais que um simples espaço voltado ao lazer e descontração da população, afirma  Eli Silva, representante da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Santo Antônio do Monte e coordenador do espaço. “A proposta da Administração Municipal é transformar aquele espaço antes ocioso em um ponto de lazer e entretenimento voltado para diferentes idades e ideias, uma vez que lá pertence ao povo e é ao povo que o espaço deve servir, principalmente no que se refere à divulgação das ações culturais que implementamos diariamente”, afirma.

O Anfiteatro (espaço acima), bem como todo o complexo cultural que vai até o Centro de Memória, nunca foi usado de forma tão democrática nesses últimos dois anos, tem servido à população de uma forma geral, diariamente, são eventos culturais, prestação de serviços, eventos da área de saúde, cursos ministrados, projetos, enfim, a agenda quase não tem folga e melhor, gratuitamente, sem exigir nada, apenas um oficio formalizando o objetivo. “Um excelente espaço, com uma infraestrutura tida como impecável por todos que lá já passaram, mas que se não for aberto a população, não faz sentido algum”, frisou.

A proposta da Administração Municipal é transformar aquele espaço antes ocioso em um ponto de lazer e entretenimento voltado para diferentes idades e ideias, uma vez que lá pertence ao povo e é ao povo que o espaço deve servir, principalmente no que se refere à divulgação das ações culturais que implementamos diariamente

Continua depois da publicidade.

O Cult Bar funcionará como mecanismo divulgador dos eventos lá existentes, bem como uma “porta de entrada” ao complexo em si. “Há pessoas que não conheciam o Centro Turístico e Cultural João Robson de Castro, não sabiam que aquele espaço era público e principalmente, aberto ao público, só vieram a conhecer com a inauguração do Cult Bar.” enfatizou. Já está acordado com o locatário e agendadas mini apresentações de Stand-up (comédia) no local, previas de peças com atores de nossa terra, enfim, apresentações musicais e culturais, tudo durante o agradável “happy hour” no Cult Bar, visando fomentar de fato a cultura santantoniense. Cultura só é cultura se ela urge do povo, tudo que vem de forma externa não deixa de ser um processo “civilizatório”, destacou.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp