COMPARTILHAR
Nilson Antonio Bessas Escritor do livro “Tornando sua empresa um sucesso” com mais de 2.000 livros vendidos. Pontos de vendas: Livraria Saraiva, Livraria Cultura, Amazon, Martins Fontes Paulista, Livraria da Folha e outros.
Continua depois da publicidade.

Na maioria das vezes, o mais difícil é reconhecer os nossos próprios erros e as nossas fraquezas.  Sempre queremos atribuí-los a alguém ou a um determinado contexto. Esse então é o maior desafio que temos em nossos negócios e em nossas vidas, muito maior que os desafios corporativos e as adversidades impostas pelo mercado.

Começar o dia com uma tarefa para realizar, um projeto para executar, um desafio para superar é gratificante. O dia fica mais atraente, o trabalho mais atrativo e a vida mais interessante. Uma rotina mais intensa e produtiva nos faz sentir mais importante e útil para quem está ao nosso lado, seja na família ou seja no ambiente de trabalho. Nossas ações no dia a dia são essenciais para completar ciclos de realizações, que podem ser relevantes ou não, mas, que são necessárias para o fluir da vida dentro de um contexto desejado. Por isso, precisamos ficar ligados, pois, podemos assistir as coisas acontecerem e depois reclamar do resultado ou podemos fazer as coisas acontecerem e depois celebrar a conquista. A escolha é de cada um de nós. Os grandes vencedores não se permitem ficar dando desculpas e arrumando culpados quando algo não sai da maneira como deveria, eles sempre estão com um plano alternativo na cabeça, prontos para seguir adiante. Não perdem tempo com lamentações e não permitem que o mal humor tomem conta. Estão sempre agradecendo pelos desafios que tem em suas vidas, em seus trabalhos. Pois, para quem sabe ver o mundo com bons olhos, os desafios são dádivas que nos tiram do lugar e que nos fazem sair da zona de conforto, nos tornando melhores.

Continua depois da publicidade.

Os momentos complicados e as dificuldades que deparamos em nossos negócios e em nossas vidas nunca deixarão de existir. Eles fazem parte de um processo natural onde podemos entregar os pontos e nos darmos como vencidos, ou podemos acreditar que somos capazes e vencê-los. Não podemos desistir de algo por causa das situações difíceis e dos obstáculos, e jamais podemos deixar de aprender com os nossos erros. Pois, os erros quando sabemos lidar bem com eles nos fazem mais experientes e fortes. A maior derrota é quando perdemos uma batalha e não tiramos nenhum proveito dela.

Se você passou por um momento difícil ou fracassou em algum projeto enquanto líder, não ponha a culpa nos outros, pois o erro certamente foi seu. Ainda que você tenha sido vítima de uma política econômica malsucedida do governo ou que tenha sido vítima de algum incidente ambiental, pode ter certeza que houve falhas em sua visão de mercado, em sua análise de ambiente interno e externo, e principalmente, houve falhas de liderança em algum ponto do seu comando. Pois, como administradores de nossos negócios temos que ter planos de contingências para momentos difíceis que possam vir acontecer, e estarmos preparados para colocarmos em prática. No entanto, as contingências embora sejam necessárias, não há garantias que darão certas, mas ainda assim, elas serão sempre importantes.  Vale lembrar que nunca seremos perfeitos em nossos planos e estratégias e jamais teremos o controle de tudo. Por mais que tenhamos uma visão periférica do mundo a nossa volta é normal que algo saia do nosso controle. Mas, é neste momento que temos que ter personalidade, demonstrar o tamanho da nossa humildade para reconhecer nossos erros, prudência para consertar as falhas e força para recomeçar. Nestes momentos, temos que ter perseverança e não persistência, pois, a persistência limita-se a tentar sempre das mesmas formas anteriores, e já a perseverança nos põe a tentar de novo, mas de maneiras diferentes e aprimoradas.

Quando um ano termina com resultados frustrantes muitos se encarregam de esquecê-lo e acabam deixando no passado tesouros valiosos. Particularmente, eu prefiro pensar diferente e relembrar os momentos complexos vividos durante o ano e fazer neles uma avaliação. Esquecê-lo seria descartar o amadurecimento do gerenciamento das situações vividas, bem como das falhas cometidas. E isso não seria positivo. Portanto, o empreendedor que se encontra neste contexto precisa ser sincero com ele mesmo e reconhecer que no decorrer do ano foi alertado a elaborar diagnósticos, criar novas estratégias, ser mais criativo e suspender ou mudar o rumo dos projetos, porém, não deu a devida atenção para o alerta. Enquanto isso, ficou acomodado e reclamando do governo ou dos concorrentes, ou ainda ficou preso ao hábito do improviso, correndo atrás daquilo que deveria ter sido feito de forma planejada e em tempo hábil. E quanto mais permanecer com esta atitude, mais grave poderá ficar o problema. Para não se deixar dominar por este comportamento, e para despertar-se para a realidade, tenha coragem e sensatez para reconhecer que o insucesso foi fruto das suas ações. Segundo, Albert Einstein, “querer resultados diferentes fazendo tudo exatamente igual é insanidade”. Com tudo, ter humildade para atribuir os fracassos a si próprio é um ato de coragem, é lucidez para a reformulação dos planos e o primeiro passo na caminhada para a vitória.

No entanto, na maioria das vezes, o mais difícil é reconhecer os nossos próprios erros e as nossas fraquezas, dos quais sempre queremos atribuí-los a alguém ou a um determinado contexto. Esse então é o maior desafio que temos em nossos negócios e em nossas vidas, muito maior que os desafios corporativos e as adversidades impostas pelo mercado.

Após o reconhecimento dos próprios erros, um mundo de possibilidades se projeta a nossa frente. Neste momento saber enxergar as boas oportunidades é fundamental para a otimização do empreendimento e a reformulação dos planos de ação. Porém, nada acontecerá como um milagre. É preciso estudar bem o cenário e os caminhos, pois, em momentos de incertezas, temos que levantar o olhar para ver mais longe, dar passos mais cautelosos para escolhermos melhor o caminho e ouvir com mais atenção para entender melhor o que o mercado está nos dizendo. Prudência, humildade e disciplina são atributos que nos possibilitam exercer nossas atividades empreendedoras com mais segurança e solidez. Além disso, não podemos nos deixar abater com indisposições física, mental e espiritual. É fundamental ter a energia revigorada diariamente para vencer os desafios, recomeçar os projetos e buscar a realização dos sonhos. Para estar revigorado, cuide de seu corpo, mente e alma, e não perca tempo arrumando desculpas para as coisas. Saiba ver os fatos como são, trate bem as pessoas e sorria para o mundo. Isso lhe fará muito bem. Experimente!

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp