COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade .

Osvaldo Silva Sobrinho, de 44 anos, sumiu na segunda (17) e foi achado em mata de Lagoa da Prata. Peritos da Polícia Civil confirmaram marcas de violência; primo da vítima é suspeito.

Por Ricardo Welbert, G1 Centro-Oeste de Minas
Foi encontrado, na noite desta sexta-feira (21), o corpo do operário Osvaldo da Silva Sobrinho, de 44 anos, que desapareceu na segunda-feira (17), em Santo Antônio do Monte. A vítima estava em uma mata, no município de Lagoa da Prata. O principal suspeito do crime é um primo dele, que está foragido.

De acordo com a Polícia Militar (PM), um ciclista percorria uma trilha na região, a cerca de 8 quilômetros da MG-429, quando encontrou o corpo dentro de uma grota e chamou a polícia.

Continua depois da publicidade .

Militares foram ao local e confirmaram o aviso. Segundo o boletim de ocorrência, o cadáver estava em estado avançado de decomposição, em um buraco de aproximadamente seis metros de profundidade e de difícil acesso.

Peritos da Polícia Civil foram chamados e analisaram o corpo, que apresentava marcas de violência, principalmente no rosto. Os investigadores liberaram o corpo a um serviço funerário, para que fosse levado ao Instituto Médico Legal (IML) para necropsia. Um irmão e um cunhado deo operário reconheceram a vítima.

A investigação do caso ficou com a Polícia Civil de Santo Antônio do Monte. O principal suspeito do crime é um homem que seria primo de Osvaldo. Ele estava preso e conseguiu sair durante o indulto de Páscoa, quando teria cometido o crime. Ele deveria ter retornado à prisão ao fim do período, mas continua foragido.

Cartaz divulgado por parentes de Osvaldo da Silva Sobrinho fornece detalhes sobre o desaparecimento (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Desaparecimento

Osvaldo da Silva Sobrinho era ex-pastor em Santo Antônio do Monte. Segundo um dos filhos, ele deixou a função religiosa há cerca de dois anos e, desde então, atuava como operário.

Conforme o G1 informou, a vítima desapareceu no dia 17 de abril, quando foi vista pela última vez no Bairro Bela Vista, em Santo Antônio do Monte, acompanhado pelo primo. A família denunciou o desaparecimento dele à polícia e espalhou cartazes pela cidade com uma foto e um pedido de ajuda. Os investigadores que apuravam o sumiço já suspeitavam que ele tivesse sido sequestrado.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp