COMPARTILHAR
Foto: Ismael Costa
Continua depois da publicidade.

Prefeitura disponibiliza prédio e reforma da atual rodoviária. Comando decidirá se a implantação será de um Posto Avançado ou Pelotão

O município de Santo Antônio do Monte poderá receber em breve uma unidade do Corpo de Bombeiros Militares de Minas Gerais. O vice-prefeito Luís Resende acompanhou uma equipe do Corpo de Bombeiros chefiada pelo Subtenente Mauro Augusto de Araújo para uma vistoria no prédio do terminal rodoviário, na terça (17). “No primeiro contato com o Comando do Corpo de Bombeiros do Estado, nós apresentamos três opções de locais para a instalação. E desde o primeiro momento, o local mais apontado foi mesmo a atual rodoviária. No segundo contato, estivemos pessoalmente em Belo Horizonte para verificar a real possibilidade da vinda do Corpo de Bombeiros para o município”, explicou o político.

Luís ainda salientou o empenho do município em trazer a unidade para Santo Antônio do Monte para que o atendimento seja mais rápido e eficaz. “A prefeitura está disponibilizando todo o prédio da rodoviária, inclusive, nossa intenção é construir uma rodoviária menor e também revitalizar a região do atual terminal”, disse.

Posto Avançado ou Pelotão

Continua depois da publicidade.

A vistoria realizada pela equipe nos dois andares resultará em um primeiro laudo sobre a estrutura do prédio e outro sobre a reforma necessária. “A partir deste relatório com os apontamentos se a edificação atende no sentido da engenharia, uma arquiteta da nossa equipe vai apontar as modificações. Depois, encaminhamos para que o Comando Geral confirme a instalação do Corpo de Bombeiros no município”, declarou o Subtenente Mauro.

Segundo ele, o Comando Geral também decidirá se a implantação será de um Posto Avançado (PA) ou Pelotão. “Isso diferencia muito as necessidades do imóvel. No PA, uma guarnição fica durante o dia e à noite ela pode continuar ou ser recolhida para um Pelotão próximo. O Pelotão tem um efetivo maior e também realiza o trabalho que chamamos de prevenção. O carro-chefe da corporação hoje é a prevenção assim como já foi o resgate. Onde a prevenção funciona dificilmente há acidentes”, destacou.

Além da contrapartida da Prefeitura em oferecer o imóvel e a reforma total, a implantação e a definição do porte da unidade dependerão de critérios do Comando Geral como o efetivo disponível na corporação.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp