COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

Cowan lamenta mortes e oferece apoio às vítimas.

 

A Construtora Cowan, responsável pela obra do viaduto que desabou na Avenida Pedro I, na tarde desta quinta-feira (03/07),em Belo Horizonte, lamentou o acidente. Ela também é responsável pelo asfaltamento e construção da nova ponte sobre o Rio São Francisco na rodovia MG-176, que liga Lagoa da Prata a Luz. Procurada pelo jornal Estado de Minas, a construtora, que foi criada em 1958, em Montes Claros, no Norte de Minas Gerais, informou em nota breve que “lamenta profundamente o ocorrido com o viaduto sobre a Avenida Pedro I. Neste momento, a prioridade é o apoio às vitimas e aos familiares. A empresa informa que já enviou ao local a equipe técnica para iniciar as investigações e definir as causas do acidente.”

Continua depois da publicidade.

Em nota, a Cowan disse que está priorizando o apoio às vítimas e aos parentes. Técnicos da empresa, da Secretaria Municipal de Obras, do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil já se encontram no local. De acordo com a Defesa Civil, nenhuma casa próxima ao ponto em que o viaduto desabou foi interditada até o momento.

O viaduto, que ruiu hoje, o Guararapes, estava em fase de acabamento e seria entregue no final do mês. No início de fevereiro, outro viaduto do mesmo complexo de obras para a instalação do sistema de transporte rápido por ônibus, o Montesi, teve que ser interditado devido à um problema estrutural – parte do viaduto em construção se deslocou, lateralmente, cerca de 30 centímetros em relação à estrutura. O BRT é uma das obras previstas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Urbana.

 

 

 Colaboração: Mariana Tokarnia / com informações do jornal Estado de Minas.

 

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp