COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade .

Após quase quatro anos de gestão do atual prefeito Paulo César Teodoro, que também disputa as eleições, o chefe do Executivo de Lagoa da Prata eleito no próximo domingo, encontrará uma cidade com importantes conquistas e muitos desafios.

O Jornal Cidade fez um levantamento do cenário que o futuro governante administrará a partir de janeiro de 2017, com detalhes sobre ações nas áreas de saúde, educação e habitação, que atingem diretamente os cerca de 50 mil habitantes e terão que caber dentro do orçamento próximo de R$ 100 milhões em 2017.

Continua depois da publicidade .

Entre outras atribuições, o prefeito eleito para administrar Lagoa da Prata nos próximos 4 anos terá que gerenciar 10 Unidades Básicas de Saúde, 1 Unidade de Pronto Atendimento, 2 ambulatórios, 4 escolas, 5 creches, 4 Cemeis, 11 secretarias e 1 autarquia, e 1.136 funcionários.

Além disso, será necessário buscar alternativas para a melhoria do trânsito e garantir mais segurança para a população.

SAÚDE
Unidades Básicas de Saúde (UBS): 10 Unidades
Ambulatórios: 2 Unidades – uma de fisioterapia e
uma de atendimento à saúde mental (Caps)
Unidades de Saúde Bucal: 6 Unidades (localizadas
nas UBS)
Centro de Especialidades Odontológicas (CEO): 1 Unidade
Policlínicas: 2 Unidades
UPA: 1 Unidade (realiza de 150 a 200 atendimentos
por dia)
Hospital: O município mantém convênio com o Hospital
São Carlos, através de recursos vinculados do
SUS e de recursos próprios, para ajuda de custeio
de cirurgias, internações, pagamentos de médicos
e manutenção do CTI e atendimentos ambulatoriais
e de urgência.

EDUCAÇÃO
Creches: 5 Unidades
Cemeis: 4 Unidades
Escolas de Ensino fundamental: 4 Unidades
Cemae (Centro Municipal de Atendimento ao
Educando): 1 Unidade em parceria com a Secretaria
de Saúde
Alunos da Rede Municipal: 2700
Professores da Rede Municipal: 200
Profissionais da Educação do Município: 470

PLANEJAMENTO E FINANÇAS
Orçamento para 2017: A Secretaria Municipal de Fazenda
ainda não estimou o valor do orçamento consolidado
que será executado no próximo ano, mas a
expectativa é que fica em torno de R$ 100 milhões.
O orçamento consolidado do Município em 2016
(que inclui as receitas da Prefeitura, Câmara e SAAE)
foi estimado em R$ 96 milhões, sendo R$ 12 milhões
do SAAE, R$ 2,8 milhões da Câmara e R$ 81,2
milhões da Prefeitura.
Folha de Pagamento: R$ 2.706.128,00 (valor referente
ao mês de agosto).

ESTRUTURA
Secretarias: 11 secretarias e 1 autarquia (SAAE)
Servidores: 1.100 servidores efetivos e mais 36 servidores
comissionados, total de 1136 servidores.
Cargos Comissionados: O município tem 78 cargos
comissionados, mas 42 são ocupados por servidores
efetivos.
Estagiários: 35 (dados do mês de agosto/2016).
*O município não possui servidores contratados,
apenas alguns cargos como salva-vidas e médicos
de PSF, que foram admitidos por processo seletivo,
por falta destes servidores estão aguardando vaga
no concurso público vigente.
Veículos da Prefeitura: 89
Bairros: 25
Imóveis: 24 mil (residências, comércios e lotes).

HABITAÇÃO
Número de Habitantes: 50.714 (estimativa do IBGE
para 2016)
Moradores de Rua: 3, que estão acompanhados
com reintegração junto à família ou encaminhados para tratamento (dados do mês de agosto)
Migrantes Moradores de Rua: 6 pessoas no mês
de agosto, que receberam passagem para voltar
para a sua cidade.
População Urbana: 98,8%
População Rural: 2,2%

SANEAMENTO
Coleta e Tratamento de Esgoto: 100% da população é atendida com a coleta e o tratamento do esgoto.
Coleta Seletiva: 24 bairros são atendidos com a
coleta porta a porta, uma vez por semana. No Centro
é realizada todos os dias. São coletadas 90 toneladas
por mês.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp