COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade .

Acidentes com cerol e linha chilena acontecem frequentemente entre os meses de junho a setembro. Na semana passada uma mulher ficou ferida ao caminhar pelas ruas de Lagoa da Prata. Pensando em situações com essa, desde 2008 a Guarda Civil Municipal iniciou a operação “Férias sem cerol”.

Segundo o guarda civil Uilian Goulart,  durante o patrulhamento preventivo pela cidade, os policiais da GCM realizam várias abordagens com intuito de se combater esta prática, de forma dar maior tranquilidade aos motociclistas, ciclistas, pedestres, e até mesmo aos pais ou responsáveis. “Ressaltando que, em nenhum momento o objetivo da GCM é impedir ou proibir nossas crianças, adolescentes, ou até mesmo adultos de se divertirem “soltando pipas ou papagaios”, no entanto, apenas orientá-los, e quando se fizer necessário adverti-los, e até mesmo em ultimo caso apreender e recolher os materiais que são proibidos conforme a Lei Estadual Nº 14.349, de 15 de junho de 2002, que proíbe o uso de pipas com linha cortante em áreas públicas e comuns”, afirmou.

Continua depois da publicidade .

Uilian ainda salientou que quem solta pipas ou papagaios também corre risco de atropelamentos, choques elétricos e quedas de lajes. “Reiteramos que não queremos proibir esta fantástica brincadeira, mas sim de torná-la segura para todos, e não permitir que a diversão se transforme em tristeza”, destacou.

A infração é de natureza grave, cabendo multa de R$ 100 por cada conjunto de material apreendido, acrescentada de 50%. Além da multa, as crianças e adolescentes flagradas podem ser conduzidas ao Juizado da infância e da Juventude ou a Delegacia e seus responsáveis podem ser processados. “Empinar pipas é uma diversão saudável, mas não podemos transformar essa brincadeira inocente em uma arma perigosa que pode destruir a vida de outras pessoas, inclusive a sua. Divirta-se, mas com cuidado e sem cerol ou linha chilena”, disse.

Cerol e linha chilena: uma brincadeira perigosa!

A linha de pipa com cerol ou a “linha chilena” são um dos grandes problemas enfrentados por pessoas que usam motocicletas, bicicletas e até mesmo pedestres. Essa brincadeira de criança, que também é a diversão de muitos adultos, é a causa de muitos acidentes graves. As linhas cortantes podem deixar sequelas terríveis ou até mesmo matar uma pessoa!

O que é o cerol?

O cerol é uma mistura de cola com cacos de vidro moídos que posteriormente são aplicados às linhas de pipas com o intuito de cortar a linha de outras pipas adversárias.

O que é a linha chilena?

A linha chilena é uma mistura do pó de óxido de alumínio e silício, que também são aplicados às linhas das pipas. Essa mistura tem causado várias mortes, pois seu poder de corte é 4x maior do que a linha de cerol comum!

Proteja-se!

Fique atento às linhas que cruzam seu caminho! Quando andar de motocicleta não esqueça dos equipamentos de segurança como capacete, luvas e antenas protetoras. Esses equipamentos podem salvar a sua vida!

DICAS DE SEGURANÇA AO SOLTAR PIPAS E PAPAGAIOS

* Não solte pipas perto da rede e da fiação elétrica. Prefira os campos abertos ou parques. Se a pipa enroscar nos fios da rede elétrica, não tente tirar. Ao puxar a pipa, os fios podem se tocar, provocando curto-circuito e rompimento de cabos. Isso ocasiona falta de energia e pode causar graves acidentes.
* Não solte pipas em dias com chuva ou relâmpagos. Você corre o risco de levar uma descarga elétrica.
* Não use cerol na linha das pipas, que, além de ser proibido, constitui um grande risco para as pessoas, podendo cortar a rede elétrica e provocar acidentes graves com ciclistas e motociclistas.
* Evite usar linhas metálicas ou fitas magnéticas (de vídeo, K7), que são materiais condutores de energia elétrica e podem causar acidentes.
* Não suba em telhados, lajes, postes ou torres para empinar ou recuperar pipas.
* Não tente retirar as pipas, rabiolas e papagaios engatados na rede elétrica. Esse tipo de situação é responsável por boa parte das interrupções no fornecimento de energia elétrica no mês de julho e podem causar acidentes fatais.

DENUNCIE

GUARDA CIVIL MUNICIPAL-GCM (37) 3261- 4050   /   153

POLÍCIA MILITAR (37) 3261-1644   / 190

POLÍCIA AMBIENTAL (37) 3261- 1599

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp