COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

Na tarde de ontem (17/07), compareceu ao Posto de Observação de vigilância da Praça da Matriz o Sr. J.B.F. (61 anos), que relatou à PM que foi prestar serviço bancário na Caixa Econômica Federal para a empresa de sua filha  e sacou a quantia de R$ 2.000.

 

Continua depois da publicidade.

Ao sair da agência, a vítima entrou na rua Expedicionários e foi abordado por uma mulher nova, aparentemente 30 anos, branca, cabelos pretos e compridos, muito obesa, altura aproximada de 1,70 metros, dizendo que era funcionária da Caixa Econômica Federal, identificada com um crachá escrito Caixa, e que era para o Sr. J.B.F. trocar o seu cartão pelo que estava na mão da autora.

 

Sendo assim, a vítima entregou o seu cartão e recebeu o da autora, porém, após a evasão da mulher, a vítima percebeu que o cartão que ela havia lhe dado não estava no nome de sua filha e constava outros dados.

 

A vítima deslocou-se até a agência da Caixa e relatou o fato ao gerente jurídico G. Diante do fato, foi emitido um extrato e realizado o bloqueio do cartão, mas os estelionatários conseguiram subtrair da conta da vítima a quantia de R$ 1.500 na própria agência da Caixa de Bom Despacho.

 

Uma guarnição da Polícia Militar deslocou-se até a agência e fez contato com a gerência para confirmar os fatos e ver as filmagens, tendo a vítima reconhecido a autora do estelionato. Ao serem checadas as imagens do caixa eletrônico onde foi sacado o dinheiro, foi identificado o possível comparsa da mulher de acordo com o horário do saque, que se tratava de um homem negro, altura aparente de 1,80 metros e cabelos curtos. Diante dos fatos, segue rastreamento.

 

Fonte:  Assessoria de Comunicação Organizacional do 7º BPM

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp