COMPARTILHAR
Auxílio moradia deputados mineiros
Continua depois da publicidade.

Os deputados mineiros mal voltaram ao trabalho e já aumentaram os privilégios para si próprios. Na semana passada, a primeira medida dos nossos deputados foi aprovar o pagamento de auxílio-moradia a todos os 77 membros da Assembleia Legislativa. Cada um vai receber o benefício de 2.850 reais para pagar os aluguéis de seus imóveis. Isso vai causar um impacto aos cofres públicos de 10 milhões de reais até o fim de 2018. Esse dinheiro daria para construir cinco unidades de pronto atendimento como essa que o governo de Lagoa da Prata está construindo ao lado do Hospital São Carlos.

Clique no player abaixo e ouça o comentário:

Continua depois da publicidade.

De acordo com matéria veiculada pelo jornal O Tempo, dos deputados que receberam expressivos votos em Lagoa da Prata, apenas Leandro Genaro, Mario Henrique Caixa e Tiago Ulisses votaram a favor dessa regalia. Apenas quatro deputados votaram contra essa mamata. Ione Pinheiro, do DEM. Jean Freire e Marilia Campos, do PT, e João Leite do PSDB. Nenhum deles possui relações políticas com Lagoa da Prata.

O pacote de maldades dos deputados mineiros inclui também uma verba indenizatória de 20 mil reais para os deputados que se licenciarem do cargo para assumirem uma secretaria no governo.

auxilio-moradia-mg

E você aí que está satisfeito da vida porque o governo Dilma financiou o seu imóvel com suas prestações para você pagar a perder de vista, imagine como deve estar os deputados que, mesmo morando em Belo Horizonte, podem receber 2.850 reais do governo como auxílio-moradia. Até parece que eles precisam! Os nobres deputados não são como a maioria dos trabalhadores, mortais, que sobrevivem assalariados. Nossos deputados recebem mensalmente 17 mil reais de remuneração. Além do décimo terceiro salário, eles também tem direito a uma ajuda de custo do mesmo valor do salário no início e no fim do mandato. Isso sem contar a verba indenizatória de 20 mil reais que ele pode gastar para o custeio do seu trabalho parlamentar.

Esse é o Brasil.

Em Lagoa da Prata, ontem à tarde a presidente da Câmara Municipal, vereadora Quelli Couto, convocou os demais colegas para uma reunião informal. O objetivo é tentar encontrar uma solução para resolver o impasse criado sobre a estratégia de comunicação da Câmara. A presidente iria consultar os vereadores na busca de uma alternativa para informar com mais eficiência ao cidadão sobre os trabalhos do Poder Legislativo e dos próprios vereadores. Ano que vem tem eleições municipais e os políticos precisam mostrar serviço.

O Jornal Cidade é um jornal a serviço do povo. E você pode enviar suas denúncias e reclamações pelo Whatsapp 37 9195-1978.
Tenham um ótimo dia e até amanhã!

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp