COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade .

A Associação Comercial e Empresarial de Lagoa da Prata (ACE/CDL) alcançou o posto de uma das principais instituições da classe no Centro-Oeste mineiro. Nos últimos anos, especialmente em 2015 e 2016, a entidade tem proporcionado aos empreendedores de Lagoa da Prata a oportunidade de crescimento e fomento dos negócios. Não que isso tenha sido relegado ao segundo plano pelas administrações anteriores. Pelo contrário. As gestões dos ex presidentes Valdir Andrade e Geraldo de Almeida foram fundamentais para que a ACE/CDL se tornasse a instituição tão sólida e importante que é atualmente. Andrade e Almeida promoveram a restruturação do órgão e adquiriram a sede própria, em área nobre no centro da cidade. E agora, sob a gestão
de Paulo Pereira e José Raimundo, a associação comercial assumiu o papel de protagonismo do desenvolvimento da economia do
município e é reconhecida como referência por diversas instituições do Estado, como o Sebrae, BDMG e a Federaminas. A ACE/CDL de Lagoa da Prata, inclusive, possui um representante no conselho fiscal da Federaminas, órgão máximo das associações comerciais de Minas Gerais. O cargo é ocupado pelo ex-presidente Valdir Andrade. Com frequência, a entidade de Lagoa da Prata recebe a visita de representantes de outras associações comerciais para a transferência de conhecimento e estratégias de sucesso que beneficiaram as empresas.

A atual gestão da ACE/CDL, sob a direção de Paulo Pereira e José Raimundo, tem conseguido assumir o papel de protagonismo
no fomento do comércio de Lagoa da Prata. A realização do 10º Encontro Empresarial (que surpreendeu pelo nível elevado dos palestrantes, presença de público e apoio de grandes empresas) e o 1º Encontro Prefeitura & Empresários, mostraram que a ACE/CDL está apta a assumir um papel essencial para o fortalecimento de nossa economia, que já é forte devido aos nossos setores de comércio, indústria e serviços.

Continua depois da publicidade .

Também é importante ressaltar o apoio do Sicoob Lagoacred e do Sicoob Crediprata, que tem sido parceiros da ACE/CDL em todas as ações que proporcionam o desenvolvimento socioeconômico. Esse seleto grupo agora recebeu a presença da Embaré, empresa reconhecidamente responsável e compromissada com a comunidade.

Os pequenos negócios respondem por mais de um quarto do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. Juntas, as cerca de 9 milhões de micro e pequenas empresas no País representam 27% do PIB. As micro e pequenas empresas são as principais geradoras de riqueza no comércio no Brasil, já que respondem por 53,4% do PIB deste setor.

Os dados demonstram a importância de incentivar e qualificar os empreendimentos de menor porte. Isoladamente, uma empresa representa pouco. Mas juntas, elas são decisivas para a economia. E isso tem recebido especial atenção por parte da ACE/CDL. Os empresários precisam se aproximar da instituição e usufruir de tudo que ela pode oferecer. Todos ganham.

Para finalizar, não poderia deixar de fazer uma menção honrosa a toda equipe de colaboradores da ACE/CDL que trabalharam na organização do Encontro Empresarial. Organizar um evento tão grande como esse não é fácil e vocês merecem o reconhecimento.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp