COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade .

As obras de asfaltamento da rodovia MG-176, que liga Lagoa da Prata a Luz, devem começar nas próximas semanas. E a preocupação que já está sendo discutida em redes sociais e até na Câmara Municipal é com relação ao trânsito da cidade, que já mostra sinais de desordem e ainda irá receber o tráfego da rodovia por meio da rua Modesto Gomes.

A preocupação se deve ao fato de que a rodovia irá ligar Lagoa da Prata a Luz, via comunidade de Esteios e também terá acessos a Iguatama e Bambuí. Hoje, as pessoas que se deslocam por estas cidades, em sua maioria utilizam a BR-262 para acesso a Luz e a BR-354 para acesso a Iguatama e Bambuí. Após o asfaltamento, provavelmente a principal via de acesso será pela MG- 176, que encurtará a distância entre todos os municípios citados.

Continua depois da publicidade .

TV Cidade teve acesso ao projeto do DER (Departamento de Estradas de Rodagens de Minas Gerais), apresentado pelo vereador Paulo Roberto Pereira na sessão da Câmara e comprovou que realmente o tráfego da rodovia MG-176 irá passar dentro da cidade. “Não existe anel rodoviário. É de esperar que o trânsito seja impactado. Alguns falam que não haverá trânsito pesado. Será que fizeram um estudo para isso? Mas, mesmo que não tenha trânsito pesado, o simples trânsito das pessoas que acessam as cidades da nossa região já é motivo suficiente de preocupação”, argumenta o vereador Paulo Roberto.

O vereador Adriano Moraes ressaltou os benefícios do asfaltamento da rodovia e disse que a Administração Municipal já tem um projeto de trânsito. “Hoje, se chove, fica quase inviável chegar a Esteios. E quando está com tempo seco a poeira quase mata a gente, sem contar os riscos da BR-262. Já tem um projeto de trânsito feito por um engenheiro de tráfego de Divinópolis. Em breve será implantado”, explica Moraes.

Por Juliano Rossi

Leia também: Avenida Brasil poderá ser transformada em mão única

Conteúdo exclusivo do portal TV Cidade Lagoa da Prata. A reprodução total ou parcial está expressamente proibida sem a autorização por escrito da produtora, conforme determina a Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610), estando o infrator sujeitos às penalidades impostas pela legislação. É permitida somente a divulgação do teor integral por meio de compartilhamento nas redes sociais. 

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp