COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

Projeto foi implantado por meio de parceria com a Prefeitura de Lagoa da Prata

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Lagoa da Prata iniciou no mês de julho o projeto de equoterapia, que será mais uma modalidade para o tratamento dos alunos da Escola Helena Aparecida e Apae. O serviço foi viabilizado por meio de um convênio firmado com a Prefeitura. As sessões são realizadas no haras RGA, na estrada do Retiro, em Lagoa da Prata, segunda a sexta-feira.

Segundo o fisioterapeuta, equoterapeuta e coordenador do projeto, Reinaldo de Aquino, a proposta nasceu a partir da necessidade de famílias que buscavam esse tratamento fora do município. “Fico muito feliz em fazer parte

Continua depois da publicidade.

do movimento Apaeano e ter ti do a oportunidade de contribuir na construção deste sonho que hoje se encontra em pleno funcionamento. O Centro de Equoterapia da Apae, assim como os profissionais envolvidos no trabalho, são vinculados e certificados pela Associação Nacional de Equoterapia (ANDE-BRASIL), que é uma instituição reconhecida internacionalmente por atuar e capacitar profissionais nesta área”.

Fisioterapeuta, equoterapeuta e coordenador do projeto, Reinaldo de Aquino

BENEFÍCIOS

De acordo com o fisioterapeuta, a Equoterapia é um método terapêutico e educacional, que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem multidisciplinar e interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiências e/ou necessidades especiais. “Ela une as técnicas de equitação e atividades equestres com a finalidade de reabilitar e educar as pessoas com deficiência”.

Reinaldo também destacou que os principais ganhos são os psicológicos e motores. Toda lógica do tratamento está no passo do cavalo que estimula o deslocamento do corpo no espaço e, com isso, exercita o equilíbrio, a coordenação, o tônus muscular e a postura. Além disso, possibilita ganhos psicológicos, aumentando a autoestima e a autoconfiança. “Isso ocorre porque o animal torna-se um amigo digno de total confiança, que ajuda com seu movimento único e tridimensional a melhora daqueles que neles estão montados”, explicou.

VIABILIZAÇÃO DO PROJETO

O projeto foi viabilizado através de um convênio firmado entre Prefeitura de Lagoa da Prata e a Apae, com recursos da Secretaria Municipal de Saúde. De acordo com Reinaldo, estão sendo investidos quase R$ 90 mil nos seis primeiros meses para custear o projeto. “Os atendimentos são 100% gratuitos, o que contribuirá de forma positiva para as famílias, pois antes tinham que se deslocar para outras cidades e pagavam de R$ 65 a R$ 90 reais em cada atendimento, além do transporte”, disse.

DEPOIMENTOS DE ALUNOS

“Eu tenho uma patologia que me impede de andar, então a equoterapia me proporciona mais equilíbrio. A equoterapia me fez perder o medo que eu tinha do cavalo e, com isso, me sinto mais segura”. –  Milena Aparecida Oliveira Pereira, 14 anos

 

“Além de eu estar perdendo o medo de cavalo, espero que traga vários benefícios para mim, principalmente na minha coordenação motora. Mas já estou percebendo que neste pouco tempo que estou fazendo a equoterapia está sendo muito bom para alongar as minhas pernas. Estou adorando os alongamentos que faço em cima do cavalo. Além, é claro, da liberdade de poder controlar as rédeas”. – Paulina de Souza Silva, 14 anos

 

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp