COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

O endurecimento das artérias, também chamado de aterosclerose, é um distúrbio comum. Ocorre quando gordura, colesterol e outras substâncias se acumulam nas paredes das artérias e formam estruturas duras chamadas placas.

Ao longo do tempo, essas placas podem bloquear as artérias e causar sintomas e problemas em todo o corpo.

Continua depois da publicidade.

 

Causas

Durante o curso de anos ou décadas, o acúmulo de placas estreita as artérias e as torna mais rígidas. Essas alterações dificultam o fluxo de sangue através delas.

Isso pode formar coágulos nas artérias estreitadas e bloquear o fluxo sanguíneo. Pedaços de placa podem se desprender e se mover até vasos sanguíneos menores, bloqueando-os.

De qualquer forma, o bloqueio provoca falta de sangue e oxigênio nos tecidos, o que pode resultar em danos ou morte dos tecidos (necrose). Essa é uma causa comum de ataque cardíaco e derrame. Se um coágulo se mover para uma artéria nos pulmões, ele poderá provocar uma embolia pulmonar.

Em alguns casos, a placa faz parte de um processo que causa o enfraquecimento da parede de uma artéria. Isso pode levar a um aneurisma. Os aneurismas podem abrir (sofrer rupturas) e causar hemorragia, colocando a vida em risco.

O endurecimento das artérias é um processo que geralmente ocorre com o envelhecimento. Entretanto, níveis altos de colesterol no sangue podem fazer com que esse processo ocorra em idade precoce.

Para a maioria das pessoas, níveis altos de colesterol são resultado de um estilo de vida prejudicial à saúde, geralmente uma dieta rica em gordura. Outros fatores do estilo de vida são o uso excessivo de álcool, falta de exercícios e estar acima do peso.

 

Outros fatores de risco do endurecimento das artérias são:

 

  • Diabetes
  • Histórico familiar de endurecimento das artérias
  • Hipertensão
  • Fumo

Algumas diretrizes nacionais aconselham fazer o primeiro teste de triagem de colesterol aos 20 anos. O primeiro teste de triagem deve ser realizado aos 35 anos em homens e 45 anos em mulheres. (Observação: especialistas diferentes podem recomendar idades de início diferentes.)

Vários testes de diagnóstico por imagem podem ser usados para verificar como o sangue se move por suas artérias.

  • Os exames Doppler usam ultrassom ou ondas sonoras.
  • Arteriografia por ressonância magnética (ARM) é um tipo especial de ressonância magnética
  • Tomografias computadorizadas especiais, chamadas de angiografia
  • Os arteriogramas e as angiografias usam radiografias para ver o interior das artérias

 

Sintomas de Arterioesclerose

O endurecimento das artérias não causa sintomas até o fluxo de sangue de alguma parte do corpo ficar lento ou bloqueado.

Se as artérias que levam ao coração se estreitarem, o fluxo de sangue para o coração pode ser reduzido ou interrompido. Isso pode causar dor no peito (angina estável), deficiência respiratória e outros sintomas.

Artérias estreitadas ou bloqueadas podem provocar problemas e sintomas nos intestinos, rins, pernas e cérebro.

 

CLIQUE E OUÇA O PROGRAMA DE ALESSANDRO CARVALHO, QUE VAI AO AR TODAS AS SEGUNDAS DE 8:10 ÀS 8:30 NA RÁDIO TROPICAL AM.

 

Alessandro Carvalho de Sousa Terapeuta Homeopata CNT 31055/MG
Alessandro Carvalho de Sousa
Terapeuta Homeopata
CNT 31055/MG

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp