COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade .

O evento, que aconteceu no Salão Buffet Divina Gula, contou a participação de dezenas de mulheres empreendedoras

A ACE/CDL de Lagoa da Prata realizou no dia 8 de março o evento “Mulher empreendedora – coquetel e talk show”. A palestrante Maria Flávia, que é professora de educação empreendedora e autora do livro “Educação e Empreendedorismo Social: um encontro que transforma cidadãos”, abordou a temática empreendedorismo feminino.

Durante o evento aconteceu um talk show (quando uma ou várias pessoas se reúnem para discutir vários assuntos que são sugeridos) entre a palestrante e as empresárias Angélica Melo (4 Encantos Turismo), Raquel Pizelli (Copacabana Bar) e Solange Barbosa (Buffet Divina Gula) que falaram sobre o poder da mulher à frente dos negócios.

Maria Flávia Bastos é doutora em administração com foco
em negócios sociais, coordenadora da Fortuna, primeira
agência de empreendedorismo social, e profissional responsável
por desenvolver o treinamento de atendimento
dos 12 mil colaboradores da Copa do Mundo de 2014.
Foi também finalista do prêmio Ethos – Valor Econômico
sobre Responsabilidade Social das Empresas e Desenvolvimento
Sustentável
Continua depois da publicidade .

Para Raquel Pizelli, ser empreendedora é acreditar fielmente nos seus sonhos e no que se faz. “Faz parte do empreendedorismo acreditar muito, mas a fé não é inabalável. Em certos momentos, é preciso encontrar uma maneira de renovar a força, a coragem e todo o sentimento que faz a resposta ser ‘sim, eu quero ser empreendedora’ a cada novo dia que começa. Lá atrás, quando falava em empreender em um bar/restaurante noturno, ouvia muito ‘mulher, você não vai dar conta’, pessoas olhavam para mim e diziam que eu era louca. Mas às vezes a gente tem que ser meio louca mesmo e seguir em frente, extremamente obstinada, porque a loucura funciona – desde que exista disciplina, um objetivo muito claro, pé no chão e a humildade de saber que a gente vai errar muito, mas vai aprender com os erros e continuar. Já dizia a estilista francesa Coco Chanel: ‘Para ser insubstituível, você deve ser diferente sempre’”, frisou Pizelli.

Raquel Pizelli

O encontro contou também participação da modelo e proprietária da Lovelly Boutique, Aline Rezende, que falou sobre a sua trajetória de sucesso. Formada em Farmácia pela Faculdade Newton Paiva, de Belo Horizonte, Aline acabou não exercendo a função de farmacêutica. Sua paixão mesmo era a moda. A oportunidade de trabalhar como modelo surgiu ao participar de um concurso organizado pela Agência Elite, ao realizar uma etapa em Lagoa da Prata. “O que começou como uma brincadeira foi ficando sério e eu fiquei em terceiro lugar nacional. A partir daí, foram surgindo oportunidades para trabalhar e foi preciso muita dedicação e persistência para aparecer os primeiros frutos. Minha profissão me proporcionou conhecer lugares que jamais pensei que seria possível e trabalhar com pessoas respeitadíssimas no mundo da moda. Além de ter contribuído muito para o meu crescimento pessoal”, destacou.

Aline Rezende

Veja as fotos do evento: (fotos: Lindomar fotógrafo)

 

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp