COMPARTILHAR
Foto: Patrícia Keller.
Continua depois da publicidade .
Entre o final de outubro de 2015 até agora choveu 584 milímetros. Só em janeiro choveu 80% do esperado para o mês.

Há quatro anos não chovia com tanta frequência como nos últimos dias, no Centro-Oeste do estado, segundo informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).  Em  Lagoa da Prata, de  acordo com o arquiteto Carlos Brasil Guadalupe, que faz a medição pluviométrica há 30 anos no município, até agora, já choveu 80% do esperado para todo mês de janeiro. “A média para o mês é de 310 mm e até ontem (19/01) choveu 247,8 mm, o que indica que irá superar a marca do ano passado que foi de 254 mm. Somente no dia 18 de janeiro choveu 70,7 mm”, disse.

Rio São Francisco. (Foto: Gabriel Henrique).
Rio São Francisco. (Foto: Gabriel Henrique).

Segundo informações  do Inmet, a chuva deve continuar até sábado (23) em todo o Centro-Oeste de Minas. Depois de quinta-feira (21) a chuva deve reduzir durante o dia e cair em forma de pancadas somente à tarde. Isso ocorrerá porque a umidade ficará elevada e assim a temperatura também se eleva a e a reposta disso é chuva em forma de pancada. No site do instituto  há a informação de que para as próximas horas a temperatura mínima é de 16 graus e máxima de 30º. A umidade relativa do ar ficará entre 70% e 100%. O céu continua nublado e com chuva frequente.  De acordo com  o meteorologista Luiz Ladeia, desde 2011 não chovia como tem ocorrido na região Centro Oeste. “Pelo menos os níveis pararam de baixar. Mas as principais reservas ainda estão necessitando de complemento. Em termos de agricultura e reservatórios, essa chuva frequente e mais branda ajuda muito, afinal, os lençóis freáticos vão sendo cada vez mais umedecidos”, disse.

Carlos Brasil Guadalupe (Lalinho).
Carlos Brasil Guadalupe (Lalinho).
Continua depois da publicidade .

Segundo Lalinho, 2014 foi o ano que menos choveu em 29 anos em que acompanha o volume de chuvas. “Dos trinta anos que acompanho o índice pluviométrico da cidade, 2014 foi o pior. Choveu o ano todo apenas 713 mm. O resultado só não foi pior porque nos dois últimos meses daquele ano choveu 385 mm, mais que em todo ano. Até outubro choveu 338 mm, igual ao sertão do Ceará. Em 2015 foram 96 dias sem chover, no período de junho a agosto”, destacou.

2015 também foi um ano que não choveu muito. “Em 2015 choveu apenas 961 mm de água, e a média é de 1500 mm. Para alcançar esse volume de água terá que chover 7,18 mm nos próximos 75 dias.  A média de chuva no mês de setembro é 61 mm em 30 anos, e apenas seis vezes choveu mais que a média para o mês. Nesse ano o mês de setembro alcançou a marca de 86 mm”, afirmou.

chuva

 

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp